terça-feira, 1 de julho de 2014

Caso extremo de piolhos, veja:

Veja o vídeo com um caso extremo de piolhos e descubra um pouco mais sobre estes terríveis e ao mesmo tempo incríveis insetos




Quem nunca pegou piolhos? antigamente era normal, quase mandatorio: toda criança que frequentava escola mais cedo ou mais tarde chegaria em casa cheia de piolhos. Hoje me dia é menos comum, contudo ainda uma situação ainda presente.
O que conhecemos popularmente como piolho na verdade é uma ordem de insetos com mais de 3000 espécies que parasitam mamíferos e aves. Os piolhos habitam os pelos ou penas dos hospedeiros e se alimentam de sangue, residuos da epiderme, resíduoas das penas ou secreções sebáceas. Cada espécie é exclusiva de cada hospedeiro, ou seja, um piolho de ave não se alimenta de mamífero, ou mesmo em pessoas, um piolho da cabeça não vai habitar os pelos do corpo e vice-versa.
A infestação de piolhos (pediculose) nos seres humanos podem ser divididos em três tipos:

Pediculosis capitis (Piolhos comuns, nos cabelos)
Pediculosis corporis (Piolhos nos pelos do corpo)
Pediculosis pubis (Chato,piolhos nos pelos pubianos)


Curiosidade Nº1: Estudos de DNA em piolhos sugerem que os piolhos da região pubica, conhecidos como chato, foram contraidos de gorilas por nossos ancestrais por volta de 3-4 milhoes de anos atrás.

Curiosidade Nº2:Os seres humanos podem hospedar três espécies diferentes de piolhos enquanto a maiorias dos animais hospeda apenas uma espécie.




E afinal, o que são as lêndeas?
Lêndeas ou lêndias são os ovos do piolho, se preferirem da "piolha" sic. Estes pequenos ovos esbranquiçados ou bege são colocados firmemente na base do fio de cabelo, a alguns milímetros do couro cabeludo e após 8 a 10 dias um bebê piolho vem ao mundo.
Sintomas da pediculose:

* Coceira intensa no couro cabeludo;

* Feridas causadas pelo ato de coçar;

* Marcas visíveis deixadas pelas picadas de inseto;

* Aparecimento de ínguas e infecções secundárias nos casos mais graves de infestação.

Tratamento da pediculose:

É feito à base de inseticidas piretroides de uso local. Depois da aplicação, o medicamento deve permanecer na cabeça protegida por uma touca durante algumas horas.

A aplicação deve ser realizada durante cinco dias consecutivos e repetida de sete a dez dias depois para atacar os ovos que ainda não haviam eclodido na fase inicial do tratamento, que deve ser estendido para toda a família e/ou parceiros, mesmo que assintomáticos. É importante que, nas escolas, sem exceção, os alunos que estiveram em contato com a criança afetada sejam tratados concomitantemente.

O kit de tratamento tópico já vem com pente fino para remover as lêndeas mortas. Já existem medicamentos por via oral contra a pediculose.
Fonte: http://drauziovarella.com.br/crianca-2/piolho-pediculose/



Outras Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Pediculosis
http://pt.wikipedia.org/wiki/Piolho-da-p%C3%BAbis
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=45327
http://fr.wikipedia.org/wiki/P%C3%A9diculose_corporelle
sábado, 14 de junho de 2014

Raio atinge Caminhonete

Vídeo registra o exato momento que um raio atinge uma caminhoete



No post: Raio atinge avião em pleno voo foi mostrado um vídeo onde um raio atinge um avião sem causar nenhum dano. Isso só é possível devido a um efeito conhecido como Gaiola de Faraday. Neste vídeo um raio atinge uma caminhonete. Provavelmente o mesmo efeito da Gaiola de faraday protegeu o motorista, contudo deve ter sido um susto sem tamanho.
terça-feira, 27 de maio de 2014

Teorema de Pitágoras demonstrado usando água - Experiência de Matemática para feira de ciências

Veja um super experimento para feira de ciências, o Teorema de Pitágoras demonstrado usando água


O Teorema de Pitágoras afirma que a soma do quadrado dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa em um triângulo retângulo. Este teorema já foi demostrado de diversas formas, a mais comum é a geométrica, veja:

Uma forma bem dinâmica e interessante de demonstrar o Teorema de Pitágoras é usando água isso mesmo, veja o vídeo abaixo:


O volume de água dado em cada cateto é a área do quadrado dado por sua aresta multiplicada por uma altura constante h, da mesma forma é dado o volume pela parte correspondente a hipotenusa. Desta forma temos:
(h x a²) + (h x b²) =  h x c² 
h x ( a² + b²) =  h x c² 
 a² + b² =  c²