4


No processo de fabricação de recipientes plásticos como os dos iogurtes, uma placa de plástico é aquecida e submetida a uma pressão contra um molde.
O plástico é um tipo de polímero. Quando aquecido e pressionado contra um molde as cadeias desse polímero “esticam”, porém não se rompem. Ao abaixar a temperatura, a forma do recipiente é conservada e certa quantidade de energia é armazenada no material.
Quando aquecemos novamente o recipiente, a energia armazenada é liberada e as cadeias tendem a voltar para o estado inicial, ou seja, ao formato da placa.
No processo mostrado no vídeo, o formato do material não volta a ser 100% igual ao do estado inicial, algumas cadeias do polímero são rompidas. Mesmo assim é um ótimo exemplo didático.
Veja também o post sobre o NiTinol, uma liga de Níquel Titânio que apresenta memória de formato.

Postar um comentário

fss1704 disse... 3 de junho de 2009 16:30

Muito bom!gostei disso,pena que eu não tenho materiais pra fazer,mas é um belo exemplo de química.

Marcus Saraiva disse... 3 de junho de 2009 19:54

Valeu!
Uma hora ou outra vc vai encontrar um recipiente plástico que sirva para fazer o experimento, afinal plástico é que não falta hoje em dia.

Anônimo disse... 8 de setembro de 2009 13:08

o video foi removido!
seria possivel por o video de novo?

Marcus Saraiva disse... 8 de setembro de 2009 19:51

Estou procurando um video para colocar no lugar. O original foi removido pelo usuário.

 
Top